Inicio » » Como é a Limpeza da Sala de Cirurgia?

Como é a Limpeza da Sala de Cirurgia?

Escrito por: Juarez C. on segunda-feira, 17 de junho de 2013 | 14:33

Limpar, limpar e limpar


Como a presença de microrganismos pode afetar o estado de saúde e levar o paciente a apresentar infecção hospitalar, os mesmos deverão ser rigorosamente controlados. Apesar de modernos centros possuírem um sistema de refrigeração e filtração do ar altamente eficientes, a limpeza manual das salas de operação é de extrema importância. 

Limpeza da Sala de Operação


É o procedimento de remoção da sujeira, detritos indesejáveis e microrganismos presentes nas superfícies dos equipamentos e acessórios, mobiliários, pisos e paredes, mediante a aplicação de energia química, mecânica e térmica.

A limpeza deve estar condicionada ao potencial de contaminação das áreas e artigos, bem como dos riscos inerentes de infecções hospitalares.

As etapas da limpeza no C. C. obedecem a seguinte classificação:

Limpeza preparatória: realizada antes do início das cirurgias programadas do dia. Nela há a remoção das partículas de poeira nas superfícies dos mobiliários, focos cirúrgicos e equipamentos com solução detergente ou desinfetante (álcool 70%) com um pano úmido e branco.

como é a limpeza na sala de cirurgiaLimpeza operatória: realizada durante o procedimento cirúrgico constituindo apenas na remoção mecânica da sujidade (sangue e secreções) utilizando um pano comum embebido em agente químico de amplo espectro para que não ocorra secagem da superfície e disseminação do ar contaminado.

Limpeza concorrente: executada no término de cada cirurgia. Envolve procedimentos de retirada dos artigos sujos da sala, limpeza das superfícies horizontais dos móveis e equipamentos.

Limpeza terminal: é a limpeza onde todos os materiais e superfícies são limpos. Deve ser diária e periódica.

Limpeza diária: é realizada após a última cirurgia programada do dia. Envolve todos os procedimentos da limpeza concorrente, acrescentados à limpeza de todos os equipamentos, acessórios e mobiliários, pisos e paredes da Sala de Operação.


A Equipe de Limpeza


A limpeza do C. C. é dividade entre o pessoal da limpeza e o circulante da sala. O pessoal da limpeza deve ter noções de microrganismos e sua transmissão; o porquê da limpeza da sala; como realizar a limpeza em função técnica (paredes e anexos de cima para baixo); limpeza do teto em sentido unidirecional; pisos: do fundo para a porta da sala; corredores e saguões: de dentro para fora e de trás para frente; iniciar sempre da área menos contaminada para a mais contaminada; nunca realizar movimentos de vai-vêm; iniciar a limpeza pelas paredes e por último o piso.

Os procedimentos devem estar escritos, organizados num manual, de fácil acesso a qualquer pessoa que deseja consultá-los, e devem sofrer revisão periódica.

Deve-se, por fim, ter um programa contínuo de atualização e desenvolvimento da equipe do C. C., ressaltando a importância da limpeza no processo de controle de infecção hospitalar.

0 comentários:

Postar um comentário